Tudo o que precisa saber sobre rejuvenescimento cutâneo

Atualizado: 13 de jan.

De certeza que já ouviu esta designação antes, mas o que quer realmente dizer rejuvenescimento cutâneo? Trata-se de uma combinação de tratamentos que visam a melhoria aparente da qualidade da pele, com redução visível das rugas finas e diminuição da flacidez cutânea. A nossa pele perde colagénio e elasticidade ao longo dos anos, tornando-se mais fina e mais flácida com perda de volume concomitante.


A reposição dos volumes com preenchimento melhora as proporções faciais oferecendo um aspecto mais jovem, mas deve sempre ser combinada com tratamentos que visam a melhoria intrínseca da pele.

Para este objectivo recomendamos o laser de CO2 fraccionado quer nível facial como corporal. É um laser ablativo, ou seja, que remove a camada cutânea superficial, promovendo a renovação celular e simultaneamente estimulando as camadas cutâneas mais profundas. Este tipo de laser utiliza o gás dióxido de carbono como meio e provoca micro lesões profundas que estimulam a produção de colagénio a partir da profundidade.


O número de sessões é personalizado ao paciente, dependo dos objetivos do mesmo. É utilizada anestesia tópica, para o que o procedimento seja minimamente doloroso

Além do rejuvenescimento cutâneo, as principais indicações para o laser CO2 são a melhoria de cicatrizes (nomeadamente hipertróficas, pós cirúrgicas e pós acne) e estrias corporais.





Após o tratamento, é recomendada a aplicação de creme regenerador e proteção solar, bem como evicção de exposição solar. A pele recupera totalmente ao fim de 14 dias, tornando-se mais firme, luminosa e com redução expressiva das rugas e cicatrizes.

Procedimento contraindicado para gestantes e utilizadores de isotretinoina.

92 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo